ESTAMPAGEM

A estampagem é um conjunto de operações executadas na matéria-prima bruta para a obtenção de um produto metálico com formato final pronto para a etapa de acabamento como a pintura eletrostática.

 

As prensas mecânicas ou hidráulicas são as máquinas utilizadas neste processo. Cada qual com suas especificações, uma das características mais importantes é a capacidade de prensagem medida em tonelada-força.

 

Suas operações básicas são o corte; a dobra, o repuxo e a cunhagem.

 

Simultâneas ou em etapas complementares, geralmente a frio, conformam o material por prensagem de acordo com um molde que impõe um formato ao metal. Esta geometria resultante é a modelagem de uma matriz.

 

Simplificadamente, a chapa de metal é apoiada sobre a matriz e recebe golpes de um punção.

 

Executamos a estampagem em chapas ou fitas de aço carbono, alumínio, cobre e ligas não ferrosas.

 

É comum haver o auxílio de ferramentas que também são instaladas nas prensas, cada qual com uma função distinta, mas todas para otimizar a produção.

 

Esta conformação incorpora mais resistência à peça porque enrijece o material; tanto pela alteração física [forma] quanto química [estrutura molecular].

 

Seriada ou especial, quanto mais veloz e precisa, melhor o resultado da fabricação.

 

Grandes tiragens trazem produtividade, redução de custo unitário e amortização do investimento no ferramental. A uniformidade produtiva das estampagens também reduz o custo do controle de qualidade porque garante mínima presença de desvios.

 

Há oportunidades também para projetos especiais que podem viabilizar uma fabricação em pequena escala.

 

Aqui na IMS, temos maquinário para desenvolvimentos simples e especiais. Fazemos seu produto do início ao fim, oferecendo toda a consultoria técnica calcada em 25 anos de experiência.

 

Confira  alguns exemplos de produtos que comprovam o potencial da estampagem.

 

Por corte: componentes para informática, telefonia celular, televisões, cds players e vídeo-games, além de dobradiças e réguas milimetradas.

Por dobramento e encurvamento: gabinetes de cpu e máquinas de café.

Por repuxo: copos, panelas de pressão, frigideiras, lixeiras, caixas de relógio, instrumentos musicais, tanques de radiadores, cartuchos, formas para bolo e componentes de carburador.

Por cunhagem: objetos decorativos como medalhas, moedas e outros, ou quando se deseja grande precisão dimensional como na indústria automobilística.

 

ALIMENTAÇÃO AUTOMÁTICA.

 

CAPACIDADE ATÉ 100 TONELADAS.

 

MESAS E ABERTURAS AMPLAS PARA CHAPAS GRANDES.

 

MATRIZES COMPLEXAS E SIMPLES.

 

CORTE, DOBRA, REPUXO E CUNHAGEM.